Carmela Grüne é advogada, escritora, ativista e jornalista. Diretora-presidente do Jornal Estado de Direito e do

Instituto Cultural Estado de Direito, ela defende a proposta de uma cultura jurídica popular para aumentar o empoderamento social no exercício da cidadania ativa. Para tanto, usa práticas humanísticas para potencializar a palavra e o ato de sentir os direitos humanos fundamentais como fenômeno cultural e realização social. Algumas de suas práticas são Direito no Cárcere, Jornal Estado de Direito, Desmitificando o Direito e Samba no Pé & Direito na Cabeça.

Carmela já recebeu vários prêmios. Entre eles, o Prêmio Agente Jovem da Cultura, do Ministério da Cultura, pelo projeto

Samba no Pé & Direito na Cabeça, em 2012, e o Prêmio Diversidade RS, da Secretaria de Estado de Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, na categoria Cultura dos Direitos Humanos, pela Estado de Direito Comunicação Social Ltda.