Estudante de Engenheira Nuclear, 25 anos, ganhadora da Olimpíada mundial Nuclear em 2015 sendo a única finalista mulher da competição. O Tema da Olimpíada foi “Os benefícios da tecnologia nuclear para o desenvolvimento global” e seu foco foi a Medicina Nuclear. É da segunda turma de graduação em engenharia nuclear do Brasil na UFRJ, e membro fundadora da primeira seção estudantil de Engenharia Nuclear da América Latina. Acredita no uso da Energia Nuclear como parte da solução do  Aquecimento global; e que educação e informação são itens essenciais na prevenção e solução de qualquer problema.