Geólogo de formação e fotógrafo profissional desde 1992, Adriano Gambarini é autor de diversos livros e documentou mais de 20 expedições científicas, conservacionistas e antropológicas em todos os estados amazônicos, além de documentar povos indígenas. Possui um dos mais diversificados fotoarquivos do mercado,
com mais de 240 mil imagens do Brasil, Antártida e 28 países. Com uma proposta de resgate à filosofia fotográfica, Gambarini acredita que uma imagem é essencialmente a forma como interagimos com a cena e os lugares, como nos comportamos e o quanto nos entregamos ao momento. É o que chama de “a alma da fotografia”, onde todas as experiências e sensações que carregamos ao longo da vida sejam, de alguma forma, impressas na fotografia.